Microtraição: o que você precise saber

Microtraição – um grande crime ou pequeno delito?
Fonte: pixabay.com

A expressão “microtraição” foi usada pela primeira vez em 2004, mas quando um artigo sobre o assunto tornou-se viral em janeiro de 2018, chamou a atenção do mundo inteiro. Então, o que é isso? Você precisa se preocupar com isso? E você deveria fazer alguma coisa?

O que é microtraição?

A psicóloga Melanie Schillig define a microtraição como uma série de pequenas ações que indicam que uma pessoa está física ou emocionalmente focada em alguém fora do seu relacionamento.

Qualquer pequeno comportamento pode ser microtraição, desde curtir a publicação do Facebook ou do Twitter de alguém até enviar mensagens de texto, ou mesmo flertar com seus colegas de refeição ou agentes de atendimento ao cliente em um cassino on-line. Outros possíveis sinais comuns de microtraição incluem:

  • Alguém mentir sobre o status do seu relacionamento
  • Alguém esconder a evidência de enviar mensagens de texto para alguém que não seja seu parceiro
  • Listar um amigo com nome falso na agenda de contatos do telefone
  • Envolver-se com um ex-parceiro
  • Alguém compartilhar segredos com uma pessoa que ache atraente e que não seja o seu parceiro
  • Conferir o feed de mídia social de alguém de forma obsessiva

Trocas de olhares e outras formas de microtraição acontecem há centenas de anos, mas a era da informação em que vivemos agora as destacou mais e lhes deu mais válvulas de escape possíveis. Um indivíduo poderia ser microtraidor apenas no espaço cibernético, e não na vida real.

Você deveria se preocupar?

Muitas pessoas são céticas acerca da ideia de microtraição, dizendo que pequenos flertes não têm que levar a lugar algum, isso pode simplesmente fazer parte da interação humana normal, e que é normal casais terem alguns pequenos segredos um com o outro. Especialistas, no entanto, dizem que esses comportamentos aparentemente inócuos podem abrir a porta para coisas não tão inocentes.

Se uma pessoa tem desviado sua atenção e energia para longe do seu parceiro, isso poderia mostrar problemas maiores no relacionamento e poderia simplesmente fazer alguém se sentir muito inseguro. Isso, por sua vez, poderia causar sérios problemas.

Ao se perguntar se você deveria se preocupar, a maioria dos profissionais diz que depende do contexto e da motivação na situação. As mesmas ações poderiam ser microtraições ou ações completamente inocentes, dependendo do que um indivíduo deseja obter delas.

Schillig acrescenta que o elemento-chave em qualquer microtraição é o segredo. Se a única razão pela qual você curtiu publicação no Instagram do seu ex é porque você ama o destino na imagem, por exemplo, não deveria ser um problema o seu parceiro atual saber. A psicóloga especialista Aisling Leonard-Curtin sugere perguntar-se o que você quer da interação, e se você ficaria feliz se o seu parceiro fizesse o mesmo, se você não tem certeza se está microtraindo ou não.

Você deveria fazer algo?

O que você definitivamente não deveria fazer é entrar em pânico acerca de cada movimento minúsculo que seu parceiro faz! As microtraições podem ser usadas como indícios do que precisa ser abordado no relacionamento, e o assunto também pode abrir uma discussão sobre o que vocês acham que é traição. Em ambos os casos, o que deve ser feito é vocês conversarem juntos.

Se você notar um comportamento de microtraição em seu parceiro ou em você mesmo, discuta o estado do seu relacionamento. Você pode identificar algumas áreas que precisam ser trabalhadas e comprometer-se a melhorá-las. Você também pode definir o que significa traição para cada um de vocês, de modo que vocês nunca deixem um ao outro inseguros sem querer. Use a oportunidade que a ideia de microtraição apresenta para se certificar de que a confiança em seu próprio relacionamento é forte e que você não precisa se preocupar com o comportamento de traição, seja ela do tamanho que for.